Arquivo diário: 28 de julho de 2015

Mais um meia talentoso arruma as malas

Tem 19 anos, nasceu em Piracicaba, cresceu em Santa Barbara D’Oeste, foi revelado para o mundo da bola pelo Guarani, trabalha no São Paulo desde 2012, e se chama Gabriel Boschilia  o garoto que pode engrossar a qualquer momento o cordão dos meias talentosos que estão debandando dos campos brasileiros.

O São Paulo está negociando com o Monaco, vice-campeão francês, a transferência do garoto que não teve tempo de se firmar no time titular.

Vagner Love culpa a China pela bolinha que anda jogando

Vagner Love: adaptação demorada

Vagner Love: adaptação demorada ao Corinthians

Explicação do atacante Vagner Love para não ter ainda se entendido com a bola desde que trocou o futebol chinês pelo Corinthians em fevereiro – há quase meio ano, portanto:

– Os chineses não têm isso de dividir, competir no treino. Lá, você tem espaço para dominar a bola, tomar um café, pensar, beber uma água e fazer o passe. Estou pagando esse preço. Se, de repente, eu tivesse vindo da Rússia para o Corinthians, a minha adaptação seria mais rápida, porque na Rússia é mais competitivo.

Depois de entrar em campo 29 vezes e marcar apenas cinco gols com a camisa do Corinthians, o atacante deu tal explicação no programa Bola da Vez que a ESPN Brasil vai exibir hoje às 21h30.

Em Senador Pompeu, aprazível estância sertaneja plantada às margens do rio Banabuiú, se diria que a cara de pau dessa gente é uma arte.

Matemática do Brasileirão: sete times brigam pelo título

Atletico e Corinthians: 60% de chances no Brasileirão

Atletico e Corinthians: 60% de chances no Brasileirão

A esta altura do Campeonato Brasileiro, segundo o matemático Tristão Garcia em seu blog Infobola, o líder Atlético Mineiro tem 35% de chances de conquistar o título e o vice-líder Corinthians tem 25%.

Sobram 12% para o Palmeiras, que tem 28 pontos até agora, e 6% para cada um do quarteto que o segue na ordem de classificação – Sport, último do G-4, atualmente com 28 pontos; São Paulo, Grêmio e Fluminense, todos eles com 27.

Explicação do matemático:

Para o cálculo das chances de classificação são considerados o mando de campo dos jogos e o retrospecto das equipes na competição. O sistema de cálculo permite comparar os clubes não apenas pela pontuação ou aproveitamento, mas também pela dificuldade dos jogos de cada equipe, avaliada em função dos adversários e do fator local.

Amanhã, 29 de julho, dois jogos fundamentais no caminho dos principais favoritos abrem, às 22 horas, a 16ª rodada: Atlético Mineiro x São Paulo, no Mineirão; Corinthians x Vasco, em Itaquera.

De amanhã até o dia 13 de agosto, rolarão as quatro rodadas decisivas do primeiro turno na mais equilibrada edição deste que o Brasileirão passou a ser disputado por pontos corridos em 2003. Será um bom ensaio para se conferir a concordância entre os campos e a calculadora do professor Tristão.

Veja a seguir, com os jogos em casa marcados em azul e os fora em vermelho, o que aguarda neste final de returno os sete aspirantes ao título de 2015 segundo os prognósticos do matemático:

♦ Atlético Mineiro: São Paulo, Goiás, Grêmio, Chapecoense

♦ Corinthians: Vasco, São Paulo, Sport, Avaí

♦ Palmeiras: Atlético Paranaense, Cruzeiro, Coritiba, Flamengo

♦ Sport: Cruzeiro, Atlético Paranaense, Corinthians, Ponte Preta

♦ São Paulo: Atlético Mineiro, Corinthians, Figueirense, Goiás

♦ Grêmio: Fluminense, Internacional, Atlético Mineiro, Joinville 

♦ Fluminense: Grêmio, Avaí, Internacional, Figueirense

Como você viu, Atlético e Corinthians, que puxam folgadamente a fila dos favoritos, são os únicos que não farão em casa o último jogo  do primeiro turno. Isso não basta para lhes tirar o favoritismo.

Poliana perde título, mas garante vaga olímpica

A brasileira Poliana Okimoto, campeã mundial da Maratona Aquática em 2013, ficou apenas em oitavo lugar na prova disputada nesta terça feira em Kazan, na Rússia.

Ana Marcela Cunha, que era a vice-campeã mundial, ficou com o bronze em Kazan, nadando os 10km em 1:58:26.5. O ouro é da francesa Aurelie Muller e a prata da holandesa Sharon van Rouwendall.

Apesar da frustração, Ana Marcela e Poliana garantiram no Mundial de Kazan suas vagas na Olimpíada de 2016, no Rio.