Arquivo diário: 13 de julho de 2015

Senado aprova MP do Futebol em votação simbolica

É significativo: a Medida Provisória que parcela em 20 anos as dívidas dos clubes de futebol com o governo federal foi aprovada pelo Senado em votação simbólica.

Três opiniões definem bem o simbolismo da medida.

 Bom Senso: “As medidas não resolvem tudo, mas dão o impulso inicial à mudança”.

Romário, que votou contra a Medida: “Muitas pessoas que defendem veementemente a MP hoje serão convocadas para prestar esclarecimentos na CPI do Futebol”.

Zezé Perrela, que também é senador sem jamais deixar de ser cartola: “Precisávamos dessa medida para tirar o clubes da situação de penúria em que eles estavam.”

A bola agora está com a presidente Dilma, que provavelmente sancionará a Medida aprovada pelo Câmara e pelo Senado.

Anúncios

Globo quer mais espaço nos estádios brasileiros

Antecipando-se à guerra que será a renegociação dos direitos de transmissão das principais competições do futebol brasileiro daqui a três anos, o Grupo Globo planta nesta segunda-feira mais uma estaca no terreno que ocupa solitariamente há algum tempo – a Estádio TV, que vai produzir conteúdo para exibição nos telões dos estádios, novo meio de fazer dinheiro antes e depois que a bola role em campo.

A Globo não é boba. Sabe que a próxima negociação dos direitos com os clubes será mais difícil e transparente do que tem sido até agora. Antes que os concorrentes mostrem as armas, vai criando e ocupando novos espaços no mundo da bola.  Quem agora se amarrar com o Grupo Globo terá mais dificuldade para se desamarrar em 2018.

O fracasso continental dos cartolas rubro-negros

Os dirigentes do Flamengo passaram a semana querendo transformar o jogo com o Corinthians, pela 13ª rodada do Brasileirão, no Clássico das Américas – portanto, no jogo mais atrativo para o público em todo o continente que, séculos atrás, um certo Cristóvão, de sobrenome Colombo, colocou no mapa mundi.

No domingo, o Maracanã recebeu 29.872 torcedores, dos quais apenas 26.209 pagaram ingresso.

Cinco horas antes, o Morumbi recebera 58.482 pagantes para ver São Paulo 3 x 0 Coritiba.

Às 18h30, 35.163 torcedores foram à Arena Pernambuco ver Sport 2 x 2 Palmeiras. Infelizmente, não se sabe ainda o número de ingressos vendidos, informação que sempre demora a sair nos jogos disputados no Recife.

E, no sábado à noite, Grêmio 2 x 0 Vasco tinha sido visto por 32.464 pagantes.

Com o time comandado por um certo Cristóvão, de sobrenome Borges, à beira do rebaixamento, os cartolas rubro-negros jogaram conversa fora.

E, depois de perder por 3 a 0 para o Corinthians, o Fla vai precisar muito que Guerrero e Sheik ajudem a reverter as expectativas e mobilizem a torcida para o jogo do sábado contra o Grêmio, novamente no Maracanã.

A torcida tem razões para andar ressabiada: em seis jogos como mandante no Brasileirão, o Fla venceu um, empatou um e perdeu quatro.

A mamãe detona o cartola e complica o filho

Depois de 25 anos, adeus ao Real

Casillas: depois de 25 anos, adeus ao Real Madrid

De Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, que liberou Iker Casillas para jogar no Porto:

– Vai-se o melhor goleiro da história do Real Madrid e o melhor goleiro da história do futebol espanhol. Iker nos deixa porque esse foi seu desejo. Ninguém do Real Madrid lhe pediu que abandonasse o clube. Teve uma oferta e nos pediu que avaliássemos. Teria gostado que acabasse sua trajetória no Real Madrid, mas o compreendo e entendo que ele queira começar uma nova etapa.

De María del Carmen Fernández González, mãe de Casillas, furiosa com a transferência do filho para o futebol português, em longo desabafo (leia em espanhol) ao jornal El Mundo:

– Este presidente nunca o quis no time por que o considera baixo (Casillas tem 1,85 m de altura). Sempre teve a obsessão de trazer Buffon. Meu filho foi maltratado durante cinco anos. Ainda bem que é forte. Ele sempre quis se aposentar no Real Madrid.

Fúria de mãe não tem limite e dona María del Carmen escancarou o jogo:

– O Porto? Pelo amor de Deus! É um time de terceira divisão para uma pessoa da categoria de Iker.

Aos 34 anos, 25 deles no Real Madrid, Iker Casillas Fernández vai ter de explicar muito o mau humor da mamãe para aplacar a fúria dos torcedores do Porto

.

CBF faz cortesia ao presidente do Senado

Antes da votação nesta segunda-feira, 13 de julho, da Medida Provisória que parcela as dívidas dos clubes de futebol com o governo federal, Vicente Cândido, diretor de Assuntos Internacionais da CBF, e Vandenbergue Machado, diretor de Assuntos Parlamentares, farão uma “visita de cortesia” ao presidente do Senado, Renan Calheiros.

A informação é da própria CBF, as aspas são minhas.

Foi assim que a bola rolou em 2014

Tendo rolado em campo um pouquinho mais de um terço do Brasileirão de 2015, vale a pena relembrar como estava desenhado o G-4 ao final da 13ª rodada na edição de 2014, com os percentuais de aproveitamento devidamente arredondados:

♦ Cruzeiro                 29 pontos – 74%

♦ Fluminense            25 pontos – 64%

♦ Internacional          25 pontos – 64%

♦ Corinthians            24 pontos – 62%

E como terminou o campeonato?

♦ Cruzeiro                  80 pontos – 70%

♦ São Paulo               70 pontos – 61%

♦ Internacional           69 pontos – 60%

♦ Corinthians              69 pontos – 60%

O São Paulo era o oitavo colocado na 13ª rodada, com 51.28% de aproveitamento. O Flu acabou em sexto lugar no campeonato, com 61 pontos, 53% de aproveitamento.

E como está desenhado o G-4 em 2015?

♦ Atlético Mineiro      29 pontos – 74%

♦ Fluminense            27 pontos – 69%

♦ Corinthians            26 pontos – 67%

♦ Grêmio                   26 pontos – 67%

Se a história se repetir, o Atlético Mineiro será o campeão e, além dos que lá estão, ainda podem sonhar em fechar 2015 no G-4 o São Paulo, o Sport e o Palmeiras.